Arquivo da categoria: reino unido

Perfect Sense (Sentidos do Amor)

Perfect Sense

Em Perfect Sense, a epidemiologista Susan (Eva Green) e o chefe de cozinha Michael (Ewan McGregor) iniciam um relacionamento quando se instaura no mundo uma misteriosa epidemia que provoca a perda das percepções sensoriais nas pessoas.

Acontece que nessa epidemia os sintomas se manifestam em fases e são precedidos pelo afloramento abrupto de alguma emoção. Primeiro as pessoas são acometidas de uma grande profusão de depressão, que cessada, evidencia a perda de ofato.

Após cada onda sintomática que acarreta na perda de um sentido, a humanidade mostra sua resiliência e tenta retomar a normalidade adaptada a nova realidade depois de tanto caos. Inclusive o restaurante de Michael.

Dessa forma, Susan e Michael são diretamente afetados pelo que vêm acontecendo. Ela tentando identificar as causas desse fenômeno como cientista. Ele porque trabalha para oferecer as pessoas uma experiência sensorial por meio de aromas, paladar, textura, etc.

É nesses dias tão estranhos que os dois se aproximam, explorando os sentidos que ainda lhe restam. Ambos têm problemas pra se envolver amorosamente, ambos carregam uma justificativa para serem assim. E quando desenvolvem uma intimidade para confidenciarem ao outro os seus problemas, eles se estabelecem como “um casal de babacas”.

Posto isto, temos um bom drama romântico ambientado num apocalipse epidemiológico, mas que não deixa de ser um filme leve com suas pitadas de sacarmos (daquelas que provocam situações de sorriso torto de canto de boca, denunciando o “babaca” que existe dentro nós). E apesar de se poder identificar uma linha típica de histórias românticas, o roteiro apresenta soluções sofisticadas que se distancia do maniqueísmo tão comum de outras produções, sendo capaz até de gerar reflexões para o espectador.

Com isso, um filme para que não quer mais um romance água com açúcar, altamente recomendado para ser assistido a dois, se possível.

Ligações:
Contágio – tag: “epidemia”.
Procura-se um Amigo para o Fim do Mundo – tag: “comédia romântica no apocalipse”.
Brilho Eterno de um Mente sem Lembranças – tag: “drama romântico com sci-fi”.
Ensaio Sobre a Cegueira: tag: “todos estão ficando cegos”.

Ficha Sintética:

Título original: Perfect Sense
Título brasileiro: Sentidos do Amor
Ano: 2011

Direção: David Mackenzie
Roteiro: Kim Fupz Aakeson

Estrelando: Eva Green (Os Sonhadores, 007 Cassino Royale ), Ewan McGregor (Trainspotting, O Impossível).

Com: Connie Nielsen (Gladiador), Stephen Dillane (Stannis Baratheon de Game of Thrones), Ewen Bremner (Expresso do Amanhã), Denis Lawson.

IMDbRotten Tomatoes

Anúncios

Locke

Locker

Ivan Locke (Tom Hardy) é um pai de família dedicado e engenheiro bem-sucedido na área de concretagem. Na véspera do maior desafio de sua carreira recebe um telefonema que colocará em cheque tudo aquilo que construiu para a sua vida.

A partir desse telefonema Locke tem que optar rapidamente por uma prioridade e seguir um caminho para atendê-la, mesmo que seja em detrimento de outras coisas que ele tanto estima, mas que mesmo assim não deixará lutar por elas enquanto segue o seu rumo. Para ele trata-se em fazer o certo, mesmo que não seja o mais cômodo para a situação.

O filme acompanha praticamente em tempo real a viagem noturna e solitária de uma hora e meia de Locke pela estrada em direção à Londres, enquanto ele tenta resolver sua vida usando apenas o telefone.

Tom Hardy literalmente carrega do filme sozinho em uma grande interpretação, visto que toda história se passam com ele dentro do carro interagindo apenas com as vozes dos outros atores. Isso quando também tem que passar os sentimentos de seu personagem em momentos de silêncio.

Interessante que apenas com a voz o filme consegue construir a personalidade dos outros personagens, bem como toda uma particularidade de como Locke se relaciona com cada um deles.

Em fim, trata-se de uma produção de escopo simples, mas excepcional no modo em que é conduzida. Impressionante que com tão pouco o filme consegue prender a atenção do espectador, apresentando uma trama singela, mas de tamanha verossimilhança com a vida.

Nota: 8,0/10

IMDb: 7,1/10 – Metacritic: 8,1/10
Rotten Tomatoes Audiência: 7,2/10 – Crítica: 7,7/10—Top Crítica: 8,1/10

Ligações:
Até o Fim – tag: “contracenando sozinho”.
Por Um Fio – tag: “resolvendo a vida pelo telefone”.

Ficha Sintética:
Nome original: Locke
Ano: 2013
Direção e roteiro: Steven Knight
Estrelando: Tom Hardy (Mad Max: Fury Road, The Drop)

Fuck Chicago!